Resenha - Maze Runner: A Prova de Fogo, por James Dashner












Ficha Técnica:
Nome Original: The Scorch Trials
Autor: James Dashner
Ano de Lançamento: 2011
Páginas: 400
Gênero: Ficção Terror e Suspense
Editora: Vergara & Riba






 Sinopse:
O Labirinto foi só o começo... o pior está por vir. Depois de superarem os perigos mortais do Labirinto, Thomas e seus amigos acreditam que estão a salvo em uma nova realidade. Mas a aparente tranquilidade é interrompida quando são acordados no meio da noite por gritos lancinantes de criaturas disformes – os Cranks – que ameaçam devorá-los vivos.
Atordoados, os Clareanos descobrem que a salvação aparente na verdade pode ser outra armadilha, ainda pior que a Clareira e o Labirinto. E que as coisas não são o que aparentam. Para sobreviver nesse mundo hostil, eles terão de fazer uma travessia repleta de provas cruéis em um meio ambiente devastado, sem água, comida ou abrigo.
Calor causticante durante o dia, rajadas de vento gélido à noite, desolação e um ar irrespirável – no Deserto do novo mundo até mesmo a chuva é a promessa de uma morte agonizante. Eles, porém, não estão sozinhos – cada passo é espreitado por criaturas famintas e violentas, que atacam sem avisar.
Manipulação, mentiras e traições cercam o caminho dos Clareanos, mas para Thomas a pior prova será ter de escolher em quem acreditar.

Resenha:
Após sair do Labirinto, eles são levados a um lugar, que eles acham ser seguros, após acordar, encontra coisas estranhas, eles não sabem o que acontece, encontra Aris, um integrante do Grupo B, que passou pelas mesmas coisas, a única diferença é que o grupo era composto por garotas e ele o único garoto.
Cranks, esses são os novos monstros que encontram, são humanos contaminados pelo Fulgor, eles ficam enlouquecidos, matam, perdem a noção, ficam insanos.
O Homem-Rato, um cara totalmente de branco, em uma mesa, sentado, lendo, espera alguns minutos, longos minutos para os Clareanos, até que dá a missão deles, atravessar o Deserto e chegar ao Refúgio Secreto. No dia seguinte, seis horas da manhã, eles partem.
O que eles não imaginam é que é muito pior que a Clareira e o Labirinto, um sol, que pode dar insolação e acabar os matando. Cranks para todos lados, é a cidade deles.
Eles têm que encontrar esse Refúgio Secreto, para poder encontrara a cura, eles têm que atravessar o Deserto, atravessar as criaturas famintas, loucas, e chegar ao seu destino a salvo.
Mas como nada é fácil para eles, lá vem mais manipulação, traição, guerras, criaturas estranhas, acordos. Eles têm pouco tempo, precisam chegar ao Refúgio Secreto a salvo e sem enlouquecer.

Opinião:
Bom, você fica tão perdida quanto os Clareanos, quanto Thomas, você não entende praticamente nada do que está acontecendo, você fica louca querendo saber, mas a cada página lida, bagunça a sua cabeça, o que dá mais vontade de ler e ler, para conseguir pelo menos entender algumas coisas.
Com chegada de personagens novos, Aris, Jorge e Brenda a história também ganha outro rumo, coisas que nunca pensa em acontecer, acontece, quando você acha que está entendendo alguma coisa, vem um fato e te mostra tudo ao contrário.
Brenda é uma garota que não me desce, ainda não tenho opinião formada. Aris, nem fede, nem cheira, mas algo estranho tem nele, Jorge é o que mais gostei, até o momento.
E o que falar do meu trio parada dura? Newt, Thomas e Minho? Cara, eles se unem, eles fazem de tudo para salvar todos ali, e eu amo essa amizade, principalmente Newt e Thomas (Newtmas).
Teresa me deixou confusa, ainda não sei o que houve com ela, mas algo aconteceu e eu estou tentando entender. Eu gosto dela, apesar de querer matá-la em algumas partes.
Vale muito a pena ler, mesmo que esse livro de deixa bem confusa.


Marilia Merlino

Tenho 23 anos, moro no interior de São Paulo e adoro tudo que é relacionado a beleza, moda, bem estar, saúde, cultura. Acredito que o quê me faz bem poder também fazer bem ao meu proximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário